quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Inominado ( por Raffa Gomes )




Hoje menina, vem tú como quem fora do tempo,
arrastada com a brisa do mar, a bailar
abençoando com os cabelos laçados
no enredo do teu samba.

Menina que vem sem medo, trazendo
paixão nos olhos e desejos doces
sem escambo, pedindo com gestos
desde o primeiro momento, apenas verdades
despudoradas.

E eu menina, que achava qu'era homem??
Pensava a vida só pensando quase e
a emoção quase sempre segundo plano?
Com tantos e tantos quases quases!
Sem batuques nem pandeiros

Voce com versos voando já, vosciferando menina
de todos os olhos e brincos, moça dos
sonhos bandidos, águas nas bocas de tantos
meninos, sem nacionalismos e brasileira
dos todos os elementos vívidos!

De todas as cores da lua, numa semana
menina, cachoeiras infindas d'águas, humores
amores e gostos e gostos dos diversos amores
ouriçantes que bendizem nossa Raça,
fada das tantas noites a parte das fontes
d'inspiração d'alguns escritores.

Quase rezo encantado, travessia convidando
minutos d'uma sabedoria rica, qualquer jeito
menina, qualquer jeito da tua fala vinda
d'um de dentro pra dizer até quem não tá
sendo visto e vendo

Neste enredo, no meu eu mesmo
vou saber ser nada alem do todo
inteiro que pinga gingado faceiro
tentando arte, requebrando esqueleto
pra te acompanhar. Quebrando pra cima...

Gostar gostando de alguem,
esta no ser e não no agora
por que é gostar de si tambem

São regiões d'um a gente indivíduo,
inexiste porque sempre foi e não
vai esperar, porque está menina, e
estar menina é tanto nele quanto nela,
vivendo o beijo da poesia direta, na fonte, bela
falsa como todos os medos bobos
dominadores que insisto em manter
inominalmente indevassáveis

Amor, é desinformação que não cabe
na beleza da vida viva pulsando,
nem no trejeito do bicho fazendo a cria
ser cria, tanto aqui no zoológico quanto
na mata ou nas baias da nossa
impúdica, clara e proeminente existencia.

O soturno segredo que guardava
de mim, virou embarque de superstição
acalantada, facilitado no colo de tua
mulher menina, pronto como de mãe
que acaba de parir e partir p'ras
novas vidas.

Depois menina, depois está por vir e
o então, é sempre durante.Venho
pra te fazer minha mulher, se me
quiseres como teu homem.Fora do tempo
mesmo, na nossa bolha de ontem
com todos os amores e amigos dentro!

(som - João e Maria / Chico Buarque)

6 comentários:

Nadine Granad disse...

... Não há como designar um turbilhão de sentimentos!!!

Poema iluminado,rs...
... Ao mesmo tempo que não se nomeia os pulsares mais intrínsecos, há a clareza em se expor o "gostar gostando"...

Eu gostei gostando,rs... E as repetições couberam mui bien!!!

Beijos!

Mariana disse...

Nem sabia que você tinha um blog.
Nem sabia que você tinha um blog cheio de poesias.
Nem sabia que você tinha um blog cheio de poesias lindas.
Mas sempre soube que você tinha talento
bjoooooooooooooooooooooo

Mari-Mari disse...

Cachoeira de inspiração...
e sem respira em?
dança frenetica

Jorra Rafa
Jorra Rafa
Jorra Rafa
Jorra Rafa
Jorra Rafa
Jorra Rafa
Jorra Rafa
Jorra Rafa
...

pétala disse...

Quando respiro penso no mar, de amor.
Venho até aqui e vejo a paixão clara e em belas palavras suas Rafael.

Eu fiquei maluca. Botei botão de flor de amor.

Deborah disse...

Que livro em... Quase uma Tereza do Budapeste.. rsrs

Bjin..

jefhcardoso disse...

Olá! Com licença; deixe apresentar-me: sou Jeferson, um homem comum que gosta de escrever. Quando tenho um tempo saio em visita a blogs, seguindo a seta que aparece no auto da pagina inicial (próximo blog>>). Posso afirmar que é uma experiência “deliciante”.
Quando encontro um blog bem legal eu posto um comentário e deixo o convite para que conheçam o http:jefhcardoso.blogspot.com/ .

Fantástica a proposta deste blog!
Uma galera envolvida em poesias: isso é poético.
Parabéns pelo Inominado! Danças-te com a menina e a cada rodopio levou contigo quem lia (riso simpático). Parabéns!
Para a boa galera deste blog, indico meus textos da sessão “foto em preto e branco”; ela consta de novembro deste ano. Retribuam o afago, ficarei muito feliz. Lhes serei eternamente grato.
Abraço! Jefhcardoso.